A morte, uma dor inesquecível...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010
Dedicado à minha amiga e sua familia...

Morte, tristeza, dor, choro. É tudo isso mesmo, não vou discordar, e não espere de mim falar para você:  “não chore”, “não fique triste”, “vai passar”.
Posso te falar a verdade? Essa dor e essa tristeza, que você que perdeu alguém querido, esta sentindo não vai passar!!!
É tão difícil entender a morte, mas a certeza de que ela sempre vem, as vezes esperamos outras não, mas é certo que nós seres humanos somos finitos, temos um fim.
Não sei, talvez você esteja passando por este momento, e sabe de uma coisa, se sentir vontade de chorar: CHORE, o quanto você quiser, expresse e se permita passar por este momento de dor, de saudade, de tristeza.
Não se preocupe a vida vai continuar, e Deus vai te dar forças para suportar, mas neste momento onde estamos nos despedindo de alguém que, está nos deixando para sempre e que não vai mais voltar, é preciso sofrer o momento, é preciso aceitar que todos vamos nos deixar uns dos outros, e isso é inevitável.
É sempre bom lembrar que tudo que guardamos na memória ninguém pode nos tirar ou roubar, então tudo de bom que vivenciamos com alguém que se foi, ficará para sempre guardado em nossa memória.
Contudo quando o tempo se responsabilizar em nos ajudar a prosseguir, a dor e a saudade vai continuar conosco e sentiremos falta daqueles que já partiram, talvez você como eu tenha vontade de chorar de saudade de noite, então faça isso, se dê este direito de chorar sempre que sentir saudade, nada vai fazer esta pessoa voltar, mas vai nos ajudar a suportar a saudade que vai nos acompanhar.
Não achei fácil perder alguém que amava, e sei que não é, portanto a morte nos deixa uma dor inesquecível e que nunca vai passar, basta a nós sabermos utilizá-la e nos adaptar mos a esta nova realidade.

4 comentários:

Ka Says:
30 de novembro de 2010 16:57

Gostei do tema, é bem forte!
Bom, vi a morte aparecer de várias formas, desejando muito que meu pai morresse, para por um fim a toda dor que ele causada à mim, à minha irmã e minha mãe, porém quando ele foi embora, chorei, senti e ainda sinto falta de UM PAI! Pq é como minha psico diz, por pior que seja é pai, ou é mãe, e isso já nos faz amá-los mesmo que eles não sejam muito "corretos". Já a morte da minha sogra, foi uma coisa completamente inesperada e que me causou um choque grande, pq apesar ser SOGRA (rs) eu a queria muito bem, e novamente, sofri, chorei, senti e ainda sinto falta dela também, a dor, o vazio que sentimos "passa", ameniza... ficam as boas lembranças e saudade que muitas vezes faz doer no peito, aperta.. mas esse é destino de todos nós.. então, temos que aceitar e seguir nossas vidas com os nossos queridos guardados no coração!!! (Que livro né?!)
Ai, tive uma idéia de tema muuuito bom!!! O assunto que sua profª falou sobre os pais, a questão do asilo, de como as pessoas encaram isso.. e acho que vc poderia colocar alguns casos e analisá-los tbm...
Bjo, outro, tchau!!!
K. Matte

Juliana Says:
1 de dezembro de 2010 16:57

Pois é, esse tema é bem interessante e forte. Sinceramente não estamos prontos para morte, por mais que ela seja uma consequencia da vida, nós não sabemos lidar com ela.
A pessoa que perdi que me faz mta falta, é a minha avó, mais sei que aproveitei mto a estadia dela aqui na terra, mais sofri e sinto falta, porém as lembranças que ficaram dela são tão boas que acaba nos fortalecendo para continuar caminhando.
Mais o que mais me intriga, é que mesmo sabendo que a morte é inevitavel, e que as pessoas que gostamos podem morrer de uma hora pra outra, não aproveitamos o tempo que temos para curtir a todos de uma forma agradavel. Ninguem é perfeito, isso é fato, temos as diferenças, porem temos que saber dependemos uns dos outros, e que perder tempo com brigas, magoas e ate odio, so nos leva para mais perto da morte.
Sempre li e ouvi falar que o cancer é uma doença mtas vezes emocional, e concordo com isso tbm, magoa, rancor so traz coisas ruins pra gente.
Bom para finalizar meu texto....rs...( se não fico horas escrevendo...rs) Vamos viver a vida da melhor forma possivel, buscando sempre a felicidade, mais sem ferir ninguem. A morte é um fato nas nossas vidas, mais vamos aprender a viver mais, pois assim mesmo sofrendo com a perda de alguem, saberemos que curtimos a pessoa ao maximo, e assim não havera tantos arrependimentos.
Amei o tema Ju.....
bjss

Juliana Pessoa Says:
1 de dezembro de 2010 17:01

Morte é sempre complicado de falar, pq sempre nos faz lembrar da falta que alguem nos causa. Porem sabemos que não tem como fugir, e q só Deus é que sabe quando vai chegar a "hora".
Obrigada meninas....

Katia Says:
21 de janeiro de 2011 13:41

A morte é algo natural. Como reagimos a ela, já se torna cultural. Há sociedades que fazem desse acontecimento um momento triste, de perda, há outras que celebram, aproveitam para relembrar todos os bons feitos da pessoa que partiu. Graças a Deus, dentre os meus, nunca morreu alguém que me fosse próxima e que amasse. Imagino que seja uma dor muito grande e concordo com o que vc disse: se a vontade é chorar, chore. Realmente, o tempo dará condições para que venhamos a seguir a vida. Porém, se queremos sofrer naquele momento, devemos sofrer. Sentimentos guardados e bruscamente escondidos não fazem bem. Além de atrapalhar nossa paz interior, acredito que possa nos trazer doenças futuras. Eu creio na força dos sentimentos, para o bem e para o mal.
Se a tempestade tem que passar, ela vai passar, mas sabemos que uma hora ela vai acabar e um lindo dia pode se abrir. O tempo nos dirá...

Postar um comentário